segunda-feira, 10 de maio de 2010

ORA BOLAS!

Opa,opa! Eu sei que parece arte temática de Copa do Mundo, mas AINDA não é (nesse momento estou fazendo uma sobre a competição pra outro cliente que, provavelmente, pintará por aqui no futuro...). Essa brasilidade toda vem do fato da banda ter pedido que fosse evidenciado o repertório inteiramente nacional. Então, meus queridos, dá-lhe verde&amarelo, ora bolas!

E por falar em bolas (hehe!), segui a linha do cartaz da estréia (post NAFTALINA OITENTISTA) e lotei de bolinhas no fundo. Dessa vez com uma aparência quase tridimensional.Uma hereseia pra um fã de 2D do meu naipe.Mas achei que ficou mais descolado (new-wavemente falando, claro!).

Com a diagramação resolvida (não tão simples pelo acréscimo das promoções do bar que despertaram o alerta de possível poluição), o que complicou um pouco foi destacar as logos do bar, da banda e ainda as ofertas do fundo, mas utilizei recursos de sombreamento e funcionou.

Ah, da série os-microdetalhes-que-só-el-escama-enxerga-na-bagaça: Quando estava pra dar o papo como encerrado, me bateu a idéia de trocar as bolinhas amarelas por PacMans, hehe! Ficou simpático! A única que mantive como bolinha foi a que levou meu carimbo.

Buenas, tamos ae! Brasil-sil-sil!
Adicionar imagem

segunda-feira, 3 de maio de 2010

FILOSOFIA FAST FOOD

Arte bem simples (afinal de contas esse aqui é o projeto simples, né?) pro Maracutaia do Samba. Seguindo o conceito dos primeiros cartazes de evidenciar instrumentos ligados ao samba e mantendo a onda preto e branco por questões financeiras.

Tentando dar um ar psicodélico sem cor, destrui uma foto de um cavaquinho no photoshop e colei ela duas vezes meio apagada quase em cima da imagem de origem.

A parte do samba estava ok, mas e a citação ao hip hop e suas modernidades como é que fica? Buenas, peguei a foto de um circuito e fiz o mesmo processo de destruição apagada pro fundo.

Achei interessante que a grossura do circuito impresso ficou quase igual ao das cordas do cavaco, gerando uma quase unidade dos elementos tão diferentes. Acabou dando um ar de profundidade pra idéia (provavelmente daquelas que só eu, romântico pra essas coisas, consigo enxergar, hehe!) pois acabei relacionando isso com a fusão do rap com o samba que a banda faz.

Achou viagem demais pra pouco elemento? Poizé, Zé! Como disse, há muito tempo atrás, um grande amigo que nem faz idéia do impacto que essa frase teve na minha vida (depois de digerida): "A complexidade está na simplicidade". É assim que toco meu norte.