sábado, 30 de maio de 2009

O QUE LHE FOR PROPORCIONAL

Mais um daqueles casos em que eu estava viajando, coloco o pé em Londrina e "Cara... tava esperando você chegar! Faz um cartaz URGENTE!!!". As pessoas devem achar que eu não tenho e-mail mesmo. Pô, gente! É só me mandar uma mensagem com o pedido da arte que eu faço de onde estiver e envio rapidão.

Buenas, mais um show do Max & MP3 no Estação Café Brasil. A diferença desse pros outros é que o repertório estaria mais focado em canções do Lulu Santos. Não seria um tributo, mas teria muitas canções do papa do pop brasileiro no repertório. Então a missão era fazer uma certa citação a isso, mas sem dar impressão de especial do cantor.

Eu precisava de um plano rápido. Ou um plano longíquo do horizonte... hehe! É isso aí mesmo. Flertei com a letra de Tudo Igual (álbum ASSIM CAMINHA A HUMANIDADE, 1994, BMG Ariola) e zoei com uma foto de um horizonte deveras longíquo: o de Mercúrio! Poizé... a foto de fundo é da superfície do nosso vizinho. Coloquei uma moldura preta bem simples e a primeira parte da arte estava feita.

Ainda empolgado com o pincel que parece um giz de cera, pintei em volta da moldura com um vermelho escuro. A logo da banda também se apresentaria dessa maneira no meio do cartaz, mas queria juntar ela com o fundo e, por isso não respeitei a moldura preta. Gostei do resultado. Fica uma impressão que a a moldura está envolta pelo vermelho, pois o fundo está atrás dela e a logo passando pela frente. Bacana!

Pra finalizar ainda citei a letra da canção que me inspirou com "Então vamos deixar combinado: aqui é a vida real", separando a frase com a logo. Como se estivesse marcando um encontro com o público (então vamos deixar combinado), mostrando com quem, pra não ser um desagradável encontro às cegas (Max & MP3) e mostrando que seria algo grandioso (aqui é a vida real).

A divulgação desse show foi interessante também. Imprimiu-se um cartaz gigante numa folha tamanho A0 (A zero: 84,1 x 118,9 cm) pra colar na parede do Café Brasil. O Max falou que iria colar durante a tarde, mas aconselhei ele a fazer isso de noite, pois estaria lotado de gente na hora assistindo um outro show que estava rolando. Dito e feito! A casa parou pra ver o maluco colando aquele poster enorme, hehe! Começou a despertar a curiosidade do pessoal ali mesmo de forma instantânea. Se não me engano, até combinou-se de ter um desses por show e aquele espaço da parede ficar reservado exclusivamente pro Max. Até porque acredito que, a partir de agora, vão aparecer vários desses cartazes grandões, hehe! É a velha stória de deixar o ovo em pé: depois que Colombo descobriu a América, todo mundo foi pra lá fácil, fácil, né?

Nenhum comentário: