segunda-feira, 27 de abril de 2009

LIBERTAS QUÆ SERA TAMEN.


Então tu vê a data do cartaz do último post e depois a desse aqui e pensa: "Mas esse el escama parou do postar em ordem cronológica ou então não sabe mais contar!". A verdade é que depois da primeira arte criada e impressa, o Max foi colar o poster no local do show e o dono o convidou pra tocar alguns dias antes, na véspera do feriado de Tiradentes. Logo, esse foi mais um da série de pedidos " é pra ontem!!!"...

Primeiro trabalho que fiz na horizontal. A idéia era dar a mão pro tema do feriado e mandar ver na bandeira mineira. Seguindo os passos do primeiro cartaz, formei o triângulo vermelho a partir da junção de vários quadrados da logo da banda, além de uma bem grandona branca centralizada no meio.

No lugar da frase "LIBERTAS QUÆ SERA TAMEN" coloquei as informações do show, acrescentando o fato de ser véspera de feriado. O toque final foram as esfinges do Tiradentes q coloquei nos dois lados da pirâmide. Peguei de uma photo e resesenhei utilizando o Corel Trace e depois acertando detalhes manualmente. Adoro fazer esse tipo de coisa!

Uma conversa que rolou durante a rápida finalização desse trabalho, foi sobre a banda pedir pra colocar o nome dos integrantes no cartaz. A não ser que seja uma banda formada por nomes como Paul McCartney no baixo, João Barone na bateria e Lulu Santos na guitarra (porque esses atrairiam mais público pro show), acho desnecessário além de poluição visual pra um meio de comunicação onde a pessoa bate o olho e tem que ler só o que interessa.

Rolou até um certo desconforto com um dos integrantes que quis se justificar argumentando "coloca meu nome pequeno mesmo que ninguém precisa ver", hehe! Então se ninguém precisa ver, não precisa estar lá, né? Só alimentação de ego mesmo. Até numa segunda versão impressa coloquei bem pequenininho o nome dos músicos abaixo do "Matéria Power Trio" meio que zoando "tá feliz agora?", mas não faço isso mais, não! Eu não coloco o bedelho no jeito que a banda toca, então que confiem no profissional da comunicação enquanto ele desenvolve a sua parte, né?

Nenhum comentário: